A despeito da crise dos chips, Škoda Auto tornou-se o exportador do ano

Publicados: 29/04/2022 Países relacionados:  Brasil Brasil

Após a pandemia de Covid-19, a fábrica está atualmente seriamente afetada pela guerra na Ucrânia, que a obrigou a fechar duas fábricas na Rússia, mas mesmo assim ainda fechou o ano passado com um lucro maior do que em 2020.

No ano passado, a montadora foi forçada a reduzir a produção a 280.000 carros devido a uma interrupção no fornecimento de chips. No entanto, a empresa acredita que o problema desaparecerá na segunda metade do ano e pretende produzir mais carros elétricos, até 2030 pretende vender na Europa de 50 a 70% de carros somente elétricos. Škoda Auto fechou o ano de 2020 com a exportação de produtos no valor de 384 bilhões de CZK, com que conquistou o primeiro lugar como exportador do ano. O anúncio do resultado foi adiantado por um ano por causa da pandemia, revelado neste ano.

Nem a guerra na Ucrânia nem a persistente crise do coronavírus mudaram os planos da empresa ao abandonar os modelos de motores de combustão interna e concentrar-se mais em eletromobilidade. Fabricante da Ucrânia já voltou a operar e a Škoda também está negociando com um fabricante alternativo fora da área ameaçada, que poderia iniciar as entregas logo.

Os ganhos de empresa, ao decorrer do ano, foram de 17,7 bilhões de EUR, com aumento de quase 4%.

Fontes: businessinfo.cz, idnes.cz