Inflação na Tchéquia subiu para 17,2% em junho

Publicados: 15/07/2022 Países relacionados:  Brasil Brasil

A inflação na República Tcheca acelerou e chegou para ser a mais rápida desde o ano 1993, apontando ainda a continuação.

Índice de preços no consumidor anual na República Tcheca chega a 17,2% em junho de 2022, que foi 1,2 pp a mais do que em maio. Segundo os dados do Serviço Estatístico Tcheco, o que mais influenciou o crescimento dos preços foi a habitação, onde além de alto valor de propriedades, os preços de aluguel subiram 4,6%, água em 5,3%, esgoto em 6,4%, eletricidade em 31,6% e água quente em 18,1%. Os preços dos bens aumentaram em total de 19,3% e os preços dos serviços em 13,9%.

O aumento dos preços da energia pode resultar em um aumento contínuo da inflação, afirmam especialistas. A inflação de junho na República Tcheca foi a quarta mais alta da UE, de acordo com dados de estatísticas feitas pelo Eurostat. Maior foi apenas na Estônia, Lituânia e Letônia, logo atrás da República Tcheca foram a Polônia, Romênia e Eslováquia. Principalmente trata-se de países geograficamente próximos da Ucrânia que enfrentam a agressão russa.

Fonte: ceskenoviny.cz